Como a alimentação natural ajuda o cérebro a produzir mais e melhor

O cérebro é o principal responsável por comandar nosso corpo e o mesmo é constituído por milhões de neurônios que respondem automaticamente a inúmeros impulsos externos. Como a alimentação natural ajuda o cérebro a produzir mais e melhor?

Entendamos que o funcionamento do cérebro é tão complexo que até hoje ainda existem muitas dúvidas sobre o alcance de seu poder. Algumas doenças podem deteriorá-lo lentamente.

Assim, tratar bem do cérebro é uma premissa. Uma alimentação saudável auxilia nosso corpo e como uma alimentação natural pode ajudar o cérebro a produzir mais e melhor? De que forma isto ocorrerá?

Como a alimentação natural ajuda o cérebro a produzir mais e melhor?

Alimentos que estimulam o cérebro

A fisetina, que é uma substância geralmente encontrada no morango, pêssego, uva, kiwi, tomate, maçã, cebola e espinafre vem sendo considerada mais que fundamental na manutenção de uma memória jovem. Consegui essa dica com a fundadora do livro 101 receitas fit, que é especialista em receitas para aumentar a qualidade de vida.

Então, os alimentos deste grupo possuem substâncias valorosas que facilitam a comunicação entre estes neurônios, aumentando significativamente a capacidade do indivíduo de pensar, de se concentrar, de aprender e de memorização.

Abaixo alguns nutrientes e minerais amigos do cérebro e os respectivos alimentos em que são encontrados:

  1. Selênio, Zinco, Ferro e o Fósforo: são sais minerais que participam de diversas trocas elétricas e conseguem manter o cérebro devidamente “acordado” e ativo. Você encontra estes sais geralmente em sementes e grãos, raízes e em folhas verde escuro, ou iogurtes.

 

  1. A vitamina E: esta vitamina possui uma poderosa ação antioxidante e é facilmente encontrada todas as sementes e grãos.

 

  1. A vitamina C: a vitamina C é famosa também por sua ação antioxidante. Esta vitamina é encontrada nas sementes frescas e/ou cruas e que foram pré-geminadas.

 

  1. As conhecidas vitaminas do complexo B: estas vitaminas regulam a transmissão das informações cerebrais (as sinapses) que ocorrem entre os neurônios. São encontradas também nas sementes e nas fibras dos alimentos integrais e proteínas.

 

  1. Os Bioflavonoides: os bioflavonoides são polifenois com uma forte ação antioxidante também. Encontrados em sementes, no limão, nas frutas cítricas, na uva e nas folhas verde escuro.

 

  1. A Colina: a Colina participa diretamente na construção da membrana das novas células cerebrais e também na reparação daquelas lesionadas. Está presente na gema do ovo e em sementes e grãos.

 

  1. A acetilcolina: é um neurotransmissor, fundamental nas funções de memorização no hipocampo. Encontrado na gema do ovo e nas sementes e grãos.

 

  1. Os fitosterois: são estimulantes poderosos do sistema de defesa do nosso organismo, reduzindo proliferações de células tumorais, infecções e até inflamações. São encontrados em todas as sementes e grãos.

 

  1. Os fosfolipídios: eles funcionam como um detergente, ou seja, desengorduram todos os locais por onde passa e também participam da recuperação das estruturas nervosas da memória. Estão presentes em nas sementes e grãos.

 

  1. O conhecido ômega-3: ele age como um anti-inflamatório muito poderoso, evitando assim a morte dos neurônios. São encontrados em apenas 3 locais: nos peixes de águas frias e nas sementes de linhaça e prímula.

 

  1. Os carboidratos: para quem não sabe, a glicose é a energia exclusiva do cérebro e por isso ficar muito tempo sem ingerir carboidratos pode diminuir a atividade mental.

São muitas as fontes de carboidratos mas existem os complexos (como o pão, a batata, os grãos) que são absorvidos mais lentamente e o açúcar dos doces que é absorvido tão rapidamente que fica armazenado como gordura, não fornecendo energia de modo constante.

 

  1. A cafeína: a cafeína é um potente estimulante do nosso sistema nervoso. Tem muitos efeitos positivos, como o aumento da disposição física e a diminuição do sono, mas, em excesso, pode causar danos à memória. É encontrado no café e no chá verde.

 

  1. O triptofano: é um aminoácido que atua diretamente no sono e em nossa performance cerebral. Ele pode ser encontrado no leite, no queijo branco, nas carnes magras e nas nozes.

 

É possível agora entender como a alimentação natural pode ajudar o cérebro a produzir mais e melhor.